Blog da Cidha Cunha

sábado, 25 de agosto de 2012

Filme "Cartas Para Deus"


Um filme lindo que retrata a inocência de uma criança e o quão é importante ter fé.
Depois que assisti esse filme pude percebe que as vezes reclamo muito da vida e que na realidade não tenho do que reclamar.
Temos que todos os dias somente agradecer a DEUS mais nada ,sem questionamentos, sem egoismo somente confiar e agradecer por tudo.
Esse filme serve de lição para aquelas pessoas que vivem reclamando da vida, o protagonista poderia viver de mau humor,tratando mal as pessoas, mas apesar de sua doença ele não tratava ninguém mal ,pelo contrario ele mudava as pessoas pelo seu modo de ser, ensinando as pessoas que nada acontece por acaso e se ele estava daquele jeito era por que Deus tinha um propósito muito grande.


Sinopse: Em “Cartas para Deus” (Letters to God), Tyler Doherty (Tanner Maguire) tem 8 anos e sofre de câncer, os médicos estão desacreditados sobre suas chances de vida. Apesar da situação difícil Tyler coloca sua fé em Deus acima de tudo, por meio de cartas diárias começa a escrever um diário sobre suas esperanças de que algum anjo possa salvá-lo.
Diretor: David Nixon, Patrick Doughtie
Elenco: Robyn Lively, Jeffrey Johnson, Bailee Madison, Maree Cheatham, Tanner Maguire, Michael Bolten, Dennis Neal
Produção: Tom Swanson, Art D’Alessandro, Andre Dugger, David Nixon
Roteiro: Art D’Alessandro, Sandra Thrift, Cullen Douglas
Trilha Sonora: Colin O’Malley
Duração: 110 min.
Ano: 2010
Gênero: Drama

 “Não há dúvida de que vós sois uma carta de Cristo, redigida por nosso ministério e escrita, não com tinta, mas com o Espírito de Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, isto é, em vossos corações.”
II Corintios, 3:3


Ficamos todos na paz de Deus e no amor de Maria!!!

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Novo teste de rastreamento precoce do Autismo




Um novo teste de rastreamento precoce de Autismo, elaborado para detectar a condição em bebês na faixa de 1 ano de idade, pode revolucionar o "olhar" às crianças autistas, dizem os experts, através de um diagnóstico e tratamento mais precoce do que o atual.

O checklist de 24 ítens leva apenas 5 minutos para completar e pode ser preenchido na sala de espera do consultório do pediatra, quando os pais levam os filhos para a rotineira consulta dos 12 meses, diz um estudo de mais de 10.000 crianças, publicado no Jornal de Pediatria (http://content.usatoday.com/topics/topic/Journal+of+Pediatrics).

O checklist, disponível online (http://firstwords.fsu.edu/pdf/checklist.pdf), pergunta aos pais e demais cuidadores sobre habilidades de comunicação, como o balbucio, primeiras palavras e contato visual. O estudo foi financiado pelo National Institutes of Health.

Médicos encaminharam crianças que "falharam" no checklist para outros testes mais específicos, e se necessário, tratamento. Pesquisadores deram seguimento até as crianças terem 3 anos de idade. O instrumento proporcionou um diagnóstico preciso em 75% dos casos.
s autores do estudo avisam que o checklist não vai rastrear todos os casos de autismo, como no caso das crianças que começam a apresentar os sintomas em uma idade maior.

Mas por fácil de usar, todos os pediatras deveriam começar a utilizar o instrumento,

Segue agora o instrumento traduzido:

CSBS DP Infant-Toddler Checklist

A maioria das perguntas devem ser respondidas com uma das 3 opções:

·                     (AN) Ainda não,
·                     (AV) Às vezes,
·                     (CF) com Frequencia.

Emoção e Olhar:

1. Você sabe quando seu filho está feliz e quando está chateado? (    )
2. Quando seu filho/a brinca com brinquedos, ele/a, o olha para ver se você o está observando? (  )
3. Seu filho/a sorri quando olha para você? (  )
4. Quando você olha e aponta para um brinquedo, seu filho o olha também? (  )

Comunicação:

5. Seu filho/a avisa que precisa de ajuda ou quer um objeto que não está a seu alcance? (  )
6. Quando você não está dando atenção a seu filho/a, ele/a tenta chamar sua atenção? (  )
7. Seu filho/a faz coisas para fazer você rir? (  )
8. Seu filho/a tenta fazer você ver objetos interessantes - só para você olhar para os objetos, não para fazer algo com eles? (  )

Gestos:

9. Seu filho/a pega objetos e os dá a você? (  )
10. Seu filho lhe mostra objetos sem lhe dar os objetos? (  )
11. Seu filho/a acena para cumprimentar as pessoas? (  )
12. Seu filho/a aponta para objetos? (  )
13. Seu filho balança a cabeça para indicar "sim"? (  )

Sons:

14. Seu filho/a usa sons ou palavras para conseguir atenção ou ajuda? (  )
15. Seu filho/a junta sons, como mama, gaga, tchau? (  )
16. Aproximadamente quantos sons como os seguintes seu filho/a faz: ma, na, ba, da, ga, la, sa?
Nenhum,
1-2,
 3-4,
5-8.

  Palavras:

17. Aproximadamente quantas palvras diferentes seu filho/a usa com significado que você reconhece (por exemplo, "eta" para chupeta, "dedeira" para mamadeira?
Nenhuma,
 1-3,
4-10,
11-30,
mais de 30.

18. Seu filho junta duas palavras (exemplo, mais papá, quero papai, etc)? (  )

Entendimento:

19. Quando você chama seu filho/a, ele/a responde olhando ou virando para você? (  )
20. Aproximadamente quantas palavras ou frases seu filho/a entende sem gestos? Por exemplo, se você perguntar: "onde está sua barriga", "onde está o papai", "me dê a bola", "venha aqui", sem mostrar ou apontar, seu filho/a responderá apropriadamente? (  )

Uso de objetos:

21. Seu filho/a mostra interesse em brincar com uma variedade de objetos? (  )
22. Aproximadamente quantos dos objetos listados seu filho/a usa apropriadamente: copo, mamadeira, tigela, colher, pente ou escova, escova de dentes, pano de lavar o rosto, bola, carrinho, telefone de brinquedo?
Nenhum,
 1-2,
3-4,
5-8,
mais que 8.
23. Quantos blocos ou anéis seu filho/a empilha?
Nenhum,
 2 blocos,
 3-4 blocos,
 5 ou mais blocos.

24.Seu filho/a brinca de faz-de-conta com brinquedos (por exemplo, dá comidinha a um bichinho de pelúcia, põe uma boneca para dormir, põe um personagem num carinho)? (  )

Você se preocupa com o desenvolvimento de seu filho/a?
Não,
sim (caso afirmativo, descrever).


Para pontuar o teste é preciso marcar diversos itens em tabelas de acordo com o desenvolvimento da criança, então é impossível eu colocar tudo aqui.

Mas fica a sugestão: se seu filho/a apresentar muitas falhas na maioria dos itens, no sentido de pontuar a maioria como "ainda não" ou "nenhum", deve-se buscar algum profissional capacitado e com conhecimento em Autismo para realizar uma avaliação completa!

Portanto que fique claro que  o teste em si não fecha diagnóstico sozinho, é mais um alerta para os pais e profissionais estarem atentos quanto ao desenvolvimentos das crianças!!!



Abaixo estão  exemplos do que pode acontecer ou não com um bebê ou uma criança autista. O diagnóstico só poderá ser determinado por um especialista.
  • A criança não se reconhece pelo nome. Os pais a chamam e ela não responde. Como ela é capaz de identificar outros sons, não se trata de um problema de surdez.
  • A criança prefere ficar sozinha. Quando deixada deitada no berço ela não reclama, parece preferir o berço ao colo dos pais.
  • A criança não fala, não olha e mostra certa apatia. Têm uma fisionomia pouco expressiva e não interage com outras crianças.
  • Crianças sem autismo geralmente imitam os adultos e querem todas as atenções voltadas para ela, já as crianças com sinais de autismo não acompanham os acontecimentos a sua volta.
  • Quando a mãe sai para trabalhar ou volta do trabalho, a criança não mostra interesse por ela.
  • Crianças de cerca de um ano com autismo vão de colo em colo e não estranham as pessoas, como seria esperado de uma criança nesta idade.
  • Durante a amamentação, a criança com autismo não interage com a mãe.
  • Os autistas muitas vezes separam os objetos por cor, tamanho, etc. mantendo comportamentos repetitivos e sem finalidade aparente.
  • A criança fica horas fazendo o mesmo movimento, com o mesmo objeto. No início pode parecer apenas ser uma criança tranquila, mas isso pode ser um dos sinais da doença. Um dos movimentos mais comuns é ficar rodando um objeto.
  • A criança pode apresentar movimentos corporais repetidos, como movimentos de balanço, às vezes, até de forma violenta.
  • A criança utiliza as pessoas como instrumento. Pega na mão do adulto e o leva até o lugar onde quer que ele faça algo que ela deseja, ao invés de pedir o que quer na forma de uma solicitação verbal.
Ainda não existe um exame complementar, laboratorial ou de imagens para diagnosticar o autismo infantil. Ele ainda é identificado através de exames clínicos.
Por que é importante saber reconhecer os sinais e sintomas precoces do autismo?
É fundamental que pessoas que trabalham e convivem com crianças saibam identificar sinais ou sintomas típicos de autismo em bebês ou crianças pequenas. Cerca de 60% das crianças com autismo apresentam sinais da doença ao nascer.
Uma vez identificado que o processo de desenvolvimento está alterado, a criança deve ser examinada por um especialista (pediatrapsiquiatra infantilneurologista infantil) para que o diagnóstico seja feito e os tratamentos reconhecidamente eficazes sejam instituídos.
O diagnóstico precoce e a implantação correta dos tratamentos resultarão em significativa melhoria no desenvolvimento infantil e na qualidade de vida da criança e de seus familiares.
ABC.MED.BR, 2011. Autismo: como reconhecer os sintomas precoces?. Disponível em: . Acesso em: 22 ago. 2012.