Blog da Cidha Cunha

domingo, 1 de março de 2015

Campanha da Fraternidade 2015 "EU VIM PARA SERVIR"



EU VIM PARA SERVIR

Cada campanha de fraternidade que  a Igreja Católica do Brasil nos apresenta ,quer destacar algum aspecto da vida em que a nossa participação como cristãos exige um posicionamento. Este ano vamos tratar as relações entre Fraternidades: Igreja e Sociedade, mostrando que o nosso Deus não fica preso nos templos, mas quer nos acompanhar em todo lugar na vida de cada um.  Por meio da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), a Campanha da Fraternidade (CF)2015, tem como o tema: “FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE” e o lema “EU VIM PARA SERVIR”             (cf. Mc 10, 45).
O tema escolhido visa  buscar a missão e vocação de todo cristão, a partir do diálogo e colaboração entre Igreja e Sociedade, propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II. O objetivo geral da CF este ano é: "Aprofundar, à luz do Evangelho, o diálogo e a colaboração entre a Igreja e a sociedade, propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II, como serviço ao povo brasileiro, para a edificação do Reino de Deus."
O cartaz desse ano nos apresenta o Papa Francisco lavando os pés de um fiel na celebração da Quinta-Feira Santa, o mesmo gesto praticado por Jesus com seus discípulos. Este gesto demonstra a grandeza do amor de se entregar ao outro, dando sua própria vida. E com este amor que todo ser humano é amado por Deus em Jesus Cristo. Ao entregar-se à morte na cruz e ressuscitar, como celebramos na Páscoa, Jesus leva em plenitude o Eu vim para servir (cf.. Mc 10,45).

Objetivo geral

Aprofundar à luz do Evangelho, o diálogo e a colaboração entre igreja e a sociedade, propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II, como serviço ao povo brasileiro, para a educação do Reino de Deus.

Objetivos específicos

1. Fazer memória do caminho percorrido pela igreja com a sociedade, identificar e compreender os principais desafios da situação atual.
 2. Apresentar os valores espirituais do Reino de Deus e da doutrina Social da igreja, uma espiritualidade que nos torne capazes de  ouvir deus nos sinais dos tempos e em tudo o que nos cercam e nos apelos da sociedade.

3. Identificar as questões desafiadoras na evangelização da sociedade e estabelecer parâmetros e indicadores para a ação pastoral.
4. Aprofundar a compreensão da dignidade de pessoa, da integridade da criação, da cultura da paz, do espírito e do diálogo inter-religioso e intercultural, para superar as relações desumanas e violentas.

5. Buscar novos métodos, atitudes e linguagens na missão da Igreja de Cristo de levar a Boa Nova a cada pessoa, família e sociedade.

6. Atuar profeticamente à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para o desenvolvimento integral da pessoa e na construção de uma sociedade justa e solidária.


ORAÇÃO DA C.F. 2015

Ó pai, alegria e esperança de vosso povo,
vós conduzis a Igreja, servidora da vida,
nos caminhos da história.

A exemplo de Jesus Cristo
e ouvindo sua palavra
que chama à conversão,
seja vossa Igreja testemunha viva de fraternidade
e de liberdade, de justiça e de paz.

Enviai o vosso Espírito da Verdade
para que a sociedade de abra
à aurora de um mundo justo e solidário,
sinal do Reino que há de vir.                                                            
Por Cristo Senhor nosso.   Amém!







Tema: Fraternidade: Igreja e sociedade
Lema: Eu vim para servir (cf. Mc 10,45
)
L.: Pe. José Antonio de Oliveira
M.: Pe. José Weber
01 - Em meio às angústias, vitórias e lidas,
No palco do mundo, onde a história se faz, (cf. GS 2)
Sonhei uma Igreja a serviço da vida.
Eu fiz do meu povo os atores da paz! (2x)
Quero uma Igreja solidária,
Servidora e missionária,
Que anuncia e saiba ouvir.
A lutar por dignidade,
Por justiça e igualdade,
Pois "Eu vim para servir". (Mc 10,45)

02 - Os grandes oprimem, exploram o povo,
Mas entre vocês bem diverso há de ser.
Quem quer ser o grande se faça de servo:
Deus ama o pequeno e despreza o poder. (2x) (cf. Mc 10,42-45)
                                                                                                              
03 - Preciso de gente que cure feridas,
Que saiba escutar, acolher, visitar.
Eu quero uma Igreja em constante saída, (EG, 20)
De portas abertas, sem medo de amar! (2x)
04 - O meu mandamento é antigo e tão novo:
Amar e servir como faço a vocês.
Sou mestre que escuta e cuida seu povo,
Um Deus que se inclina e que lava seus pés. (2x) (cf. Jo 13)

05 - As chagas do ódio e da intolerância
Se curam com o óleo do amor-compaixão. (cf. Lc 10,29ss)
Na luz do Evangelho, acende a esperança.
Vem! Calça as sandálias, assume a missão! (2x)


Catequese: (1ª Eucaristia)

 O CARTAZ

Perguntas a serem respondidas na Catequese com os Catequizandos em sala, à respeito do Cartaz da C.F 2015.

1)     Qual é o tema da Campanha da Fraternidade 2015?

2)     O que vemos na imagem?

3)     Que mensagem ela nos transmite?

4)     Que virtudes identificamos neste homem que se curva para servir?

5)     De quem foi esse gesto que ele faz?


6)     Quem é a pessoa que está representando a imagem?

Com base na oração da C.F. 2015 – Pesquise as palavras grifadas no dicionário e com as mesmas, faça uma produção de um texto com o tema: IGREJA E SOCIEDADE.



Catequese : (Crisma)

Interpretando o  Hino:

1) No primeiro verso do hino, a frase que chama atenção é “Sonhei uma igreja a serviço da vida”, você sabe por quê?

2) O que quer dizer “Quero uma igreja solidária, servidora e missionária, que anuncia e saiba ouvir”.

3) Em que sentido “Os grandes oprimem e exploram o povo”.

4) Na igreja encontramos gente que cure feridas, que saiba escutar, acolher, visitar. Você concorda? Por quê?

5) Quem é o mestre que escuta e cuida de seu povo?

6) Que missão é essa que ele quer que a gente assuma?

7) Escreva nomes de pessoas  que  vc conhece ou ouviu falar que praticou o bem!


8)  Conversar e se possível Visitar uma pastoral ou uma instituição que trabalha pela sociedade e observar como é feito esse trabalho. 


Bom trabalho a todos!

fonte:  Encontro Catequéticos para Crianças e Adolescentes CF 2015 


domingo, 8 de fevereiro de 2015

MENSAGEM AOS PROFESSORES E ALUNOS

Que marca deixaremos naqueles que passam por nossa vida?




 

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Estudo das 12 cartas "CREDO"


ITINERÁRIO FORMATIVO DE INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ COM CATEQUISTAS

É o Projeto de formação através de cartas (textos) que foi  trabalhado em nossa capela  com os catequistas,assim como em todas as Dioceses do Estado de Santa Catarina com o o Projeto consiste em seis eixos temáticos os quais estão subdivididos em 58 “cartas” ou seja, textos que desenvolvem os conteúdos para o estudo. Abordam inclusive a pedagogia e metodologia catequética necessárias para a boa formação e desempenho da(o) catequista. Cada catequista recebeu carta por carta e formou-se  dupla  e grupos por proximidades para o estudo, pesquisa, reflexão, e se necessário, buscando sanar dúvidas junto à pessoas mais esclarecidas em relação aos temas. 
Observamos que  este é um longo processo de formação que trará bons frutos para a Igreja, para o Reino de Deus, através de nós catequistas.

OBJETIVOS:

-Conhecer a dinâmica da fé “confessada no Credo, celebrada na liturgia, vivida na prática dos mandamentos  e na oração” (CI 26);
-Crescer “como pessoa, como crente e como Apóstolo”;
-Desenvolver competências, para “transmitir, não apenas um ensino, mas também
uma formação cristã integral, desenvolvendo «tarefas de iniciação, de educação e
de ensino» (DGC 237).
“EIS O MISTÉRIO DA FÉ”. Com essas palavras a Celebração Eucarística
 Se todas as experiências religiosas da humanidade buscam os caminhos para o
encontro entre o humano e o divino, a existência cristã se distingue delas essencialmente, uma vez que já carrega em si essa realidade. Ela é o mistério em ato.
O Batismo, a Crisma e a Eucaristia são sacramentos intimamente ligados entre si. Constituem, na verdade, três etapas de um único caminho de fé e vida, através do qual a Igreja introduz os fiéis no mistério pascal de Cristo, tornando-os novas criaturas, filhos de Deus, membros vivos de seu povo santo. Por isso são chamados de Sacramentos da Iniciação Cristã.




Estudo das cartas:
Por ser a confissão de fé mais popular do cristianismo,tem-se chamado  simplesmente “O CREDO”.
A palavra Credo é realmente o verbo com o qual começa o Credo Apostólico no latim, o qual declara: Credo in Deum Patrem . No português a mesma oração se repete: Creio em Deus Pai. Assim que o termo Credosignifica apenas Creio , ou seja, “eu creio”, eu confesso a minha fé de forma pública (cf. 2 Co 4:13). Daí, um credo que não é outra coisa que uma forma de se confessar as nossas crenças básicas (Mt 10:32; Rm 10:8-10).
Também recebeu o nome de “os doze artigos de fé”. A divisão em 12 artigos obedece à lenda de que cada um dos 12 apóstolos escreveu um artigo. Todavia, é mais apropriado esquecer deste título e dividir o Credo em três partes, segundo a sua ordem trinitária.
AS CARTAS

1ª Carta: 

Creio em Deus Pai Todo-poderoso, o Criador dos Céus e da terra. 

 Entre todas as verdades na qual devemos acreditar. Sobre tudo ter convicção que Deus existe, considerar o que significa Deus(Aquele que governa e cuida de todas as coisas)e estão subordinada a sua providencia.
Deus fez todas as coisas para o homem como se lê nas escrituras: “TODAS AS COISAS SUBMETESTES AOS TEUS PÉS” (SL 8,8)
O homem depois dos anjos, é a criatura que mais se assemelha a Deus, como percebemos no livro de Gênesis; “FAÇAMOS O HOMEM VOSSA IMAGEM E SEMELHANÇA” (Gn1,16),o qual ,não se referiu Deus, as estrelas, nem aos céus, mas ao homem.
É necessário o nosso comportamento ser adequado aos  designo de Deus ao nos criar. Deus fez o homem para governar tudo o que há na terra, mas para que o homem ficasse submetido a ele, devemos por isso dominar e governar o mundo, mas nos submetendo a Deus, a ele obedecendo e servindo, em todas as etapas de nossa vida tanto no social, intelectual e profissional...por esse caminho certamente chegaremos a união com Deus.

 2ª Carta: 

Creio em Jesus Cristo, o seu único Filho, o nosso Senhor; 

 Não é somente necessário crer que existe um só Deus que ele é criador do céu e da terra e de todas as coisas visíveis e invisíveis, porem devemos crer que Deus é pai e que Jesus Cristo é seu verdadeiro filho. O próprio Jesus cristo chama Deus de pai e também afirmava ser o verdadeiro filho de Deus. Os apóstolos e os Santos Padres colocam entre as cartas de fé ,que Jesus Cristo é o filho de Deus ao afirmar, “creio em Jesus cristo seu único filho”.
No evangelho De são João, “EU E O PAI SOMOS UM” (Jo 10,30),ou seja como o pai sempre existiu, do mesmo modo, o filho como o pai é o verdadeiro Deus. Assim também o filho foi gerado e não feito.
O filho de Deus, também nada mais é que o verbo de Deus, devemos crer nas palavras de Deus, porque é assim que o verbo de Deus habita em nós, isto é cristo, que é verbo de Deus. “NÃO  TENDES O VERBO DE DEUS EM VÓS PORQUE NÃO ACREDITAIS NAQUELE QUE ELE ENVIOU” (Jo 5,38)
Devemos cumprir o que a palavra de Deus determinou “SEDE REALIZADORES DAS PALAVRAS DE DEUS E NÃO APENAS OUVINTE ENGANANDO- OS UNS AOS OUTROS” (T 1,22)
A exemplo de Maria, que seguiu uma das  recomendações, quando nela foi gerado o verbo de Deus foi que  primeiramente  o ouviu: ”O ESPIRITO SANTO VIRÁ SOBRE TI”( LC 1,35),depois consentiu pela fé: “ EIS A SERVA DO SENHOR” ( Lc 1,38);depois recebeu o verbo encarnado em seu ventre e ela o pronunciou quando deu a luz, finalmente o nutriu.

3ª Carta: 

Que foi concebido pelo Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria;

Para que nossa caridade seja mais fervorosa, nenhum indício é mais evidente do que a caridade divina, pois Deus entregou seu filho amado; “TANTO DEUS AMOU O MUNDO QUE LHE DEU SEU FILHO “(JO 3,16),pela consideração dessa verdade, deve ser reacendido e de novo em nós afervorado o amor para com  Deus. Do mesmo modo o homem que está unido ao verbo de Deus numa só pessoa, deve ser chamado de filho de Deus. O Anjo disse a Maria: “O SANTO QUE DE TI NASCER,SERÁ CHAMADO FILHO DE DEUS (LC 1,35)..do mesmo modo vimos, QUANDO CHEGOU A PLENITUDE  DOS TEMPOS,ENVIOU DEUS SEU FILHO FEITO DE MULHER” (GL 4,4) ...eis porque os padres acrescentam. “Nascido da Virgem Maria”

4ª Carta:

Padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; 

 Já que Cristo ,entregou a sua vida por nós, não nos deve ser pesado suportar toda a espécie de males por amor a ele. Retribuir sempre ao senhor por todas as coisas que ele me deu.
Se procurares na cruz um exemplo de paciência, nela encontrarás uma imensa paciência, pois Cristo  suportou grandes males pacientemente  assim como também  suportou  aquilo que poderia ter evitado e não quis evitar. Cristo na cruz suportou grandes sofrimentos, e vós todos que passais, pelo caminho e vede se há dor igual a dele...”COMO OVELHA LEVADA PARA O MATADOURO E COMO O CORDEIRO SILENCIOSO NA TOSQUIA” (1 PED 2,23)
Cristo na cruz suportou também os males que poderiam ser evitados mas não evitou; “JULGAIS QUE NÃO POSSO ROGAR AO MEU PAI E QUE ELE LOGO ME ENVIE MAIS QUE DOZE LEGIÃO DE ANJOS? (MT 26,53)
Se desejares ver na cruz um  exemplo de  humildade, bata olhar para o crucifixo, Deus quis ser julgado sob Poncios Pilatos e morrer; “A NOSSA CAUSA SENHOR,FOI JULGADA COMO A DE UM ÍMPIO “(JO 36,17)
Se queres um exemplo  de obediência, segue aquele que se fez obediente ao pai até a morte. “ASSIM COMO  PELA DESOBEDIÊNCIA DE UM SÓ HOMEM,MUITOS SE TORNARAM PECADORES TAMBÉM PELA OBEDIÊNCIA DE UM SÓ HOMEM MUITOS SE TORNARAM JUSTOS”( Rom 5,19)

5ª Carta:

Desceu ao inferno, e ao terceiro dia ressuscitou dentre os mortos; 

A descida de Cristo aos infernos foi ir a socorro  de todos os seus amigos, tinha ele seus amigos não só no mundo, mas também nos infernos. Como cristo visitava seus amigos no mundo e os socorrera pela própria morte, quis também visitar aqueles amigos que estavam no inferno e socorre-los indo também a eles ; “PENETREI EM TODAS AS PARTES INTERIORES DA TERRA E VEREI TODOS QUE AI DORMEM E ILUMINAI TODOS QUE ESPERAM NO SENHOR” ( Ecl  24,45)
Devemos considerar que como Cristo recebera o poder e a posse do céu e da terra, deveria também ter a posse do inferno, como se lê na carta aos Filipenses: “AO NOME DE JESUS DOBRE-SE TODO O JOELHO,DOS QUE ESTÃO NOS CÉUS,NA TERRA E NOS INFERNOS ”(Fp2,10)
Devemos ressurgir para uma vida nova e gloriosa evitando tudo o que antes nos fora ocasião e causa de morte e de pecado; “COMO CRISTO RESSUSCITOU DE ENTRE OS MORTOS PELA GLÓRIA DO PAI,TAMBÉM NÓS DEVEMOS ANDAR NA NOVIDADE DE VIDA” (Rm5,4) .Esta vida nova é a vida de justiça, que renova a alma e a conduz para a glória.

6ª Carta:

Subiu ao céu e está sentado a direita de Deus Pai Todo-poderoso;

A Ascensão de Cristo foi racional, porque o céu era devido a Cristo por exigência de sua natureza. É com efeito natural que cada coisa retorne a sua origem em Deus, que está acima de todas as coisas, conforme ele mesmo disse: ”SAÍ DO PAI,E VIM AO MUNDO;DEIXO AGORA O MUNDO E VOLTO PARA MEU PAI’ (Jo16,18)
Apesar de os santos irem para o céu, todavia não o fazem como Cristo; porque Cristo o fez por seu próprio poder, os santos porém foram levados por Cristo: “LEVA-ME NA VOSSA SEQUENCIA” (Ct 1,3).
Cristo foi para o céu, para nos conduzir até lá, desconhecíamos o caminho, mas ele nos ensinou. “SUBIU  ABRINDO CAMINHO NA FRENTE DELES” (Mq 1,13). Subiu ao céu também para nos fazer seguros da posse do reino celeste. “VOU PREPARAR-VOS  O LUGAR “(Jo14,2) .
Cristo foi humilde, que sendo Deus se fez homem e suportou a condição de escravo fazendo-se obediente até a morte, descendo ainda até o inferno ;por isso mereceu ser exaltado e sentar a direita do pai. A humildade é o caminho da salvação.
“SE RESSUSCITASTE COM CRISTO,BUSCAI AS COISAS DO ALTO,ONDE CRISTO ESTÁ SENTADO A DIREITA DE DEUS,SABOREAI S AS COISAS DO ALTO E NÃO AS DA TERRA”(Col3,1)

7ª Carta:

Dali virá para julgar os vivos e os mortos.

Cristo é o juiz conforme está escrito no Livro dos Atos dos Apóstolos; “ELE QUE FOI CONSTITUÍDO POR DEUS, JUIZ DOS VIVOS E DOS MORTOS”.(MT 10,42);Pode ser chamado de mortos os pecadores e de vivos os que vivem retamente ou simplesmente vivos os que agora vivem e mortos os que já se foram.
Todos serão julgados pelos atos bons e maus que praticaram; ”SEGUE OS CAMINHOS DOS TEU CORAÇÃO...MAS FIQUE CERTO DE QUE DEUS TE LEVARÁ AO JULGAMENTO POR CAUSA DELES”(Ecl 11,9). Deus citará todas as suas ações, mesmo as ocultas, quer sejam boas ou más...pensamentos, palavras, atos e omissões.Com esse temor, devemos estar preparados para o dia do juízo, pela confissão , penitencia, e boa ação: “QUERES NÃO TEMER A AUTORIDADE? FAZ O BEM E RECEBERÁS DELA O LOUVOR” (Ro 13,3) ,também a Caridade; ”A CARIDADE COBRE UMA MULTIDÃO DE PECADOS” (1 Pd 4,8)

8ª Carta:

Creio no Espírito Santo; 

No Espirito está a vida da alma, que se une a Deus. Deus é então a vida de alma, como a alma é a vida do corpo. O Espirito Santo nos une a Deus por amor, porque ele é o amor de Deus e consequentemente nos vivifica. “O ESPIRITO É QUE VIVIFICA” (Jo 6,64 )
O Espírito Santo nos ensina a observar os  mandamentos e a vive-lo. Ninguém pode seguir os mandamentos de Deus se não amar a Deus. “SE ALGUÉM ME AMAR, OBSERVARÁ MEUS MANDAMENTOS” (Jo 24,23 )
O Espirito Santo nos aconselha em nossas dúvidas  e nos ensina qual seja a vontade de Deus. “QUEM TEM OUVIDOS PARA OUVIR, OUÇA O QUE O ESPIRITO  DIZ  AS IGREJAS” (Ap 2,7 )
O Espirito Santo ilumina a inteligência, já que tudo que sabemos o sabemos  pelo Espirito Santo. “A SUA UNÇÃO ENSINAR-VOS Á TUDO” (1Jo 2,27)
Pelo Espirito Santo os corações dos homens destruídos pelo pecado é renovado. “ENVIAI SENHOR O VOSSO ESPIRITO E TUDO SERÁ CRIADO E  RENOVAREIS  A FACE DA TERRA” (Sl 103,30)
Confirmará em nós sua esperança da vida eterna, já que o Espirito Santo é o penhor da sua herança. “FOSTES ASSINALADOS COM O ESPIRITO SANTO DA PROMESSA, QUE É O PENHOR DA NOSSA HERANÇA” (Ef 1,14) ,nossa garantia da vida eterna!

9ª Carta:

Creio na Santa Igreja católica, na comunhão dos santos; 

Observamos em que cada homem há uma só alma e um só corpo, mas muitos membros. A alma que vivifica este corpo é o Espirito Santo. por isso após a profissão de fé no Espirito Santo, é determinado que creiamos na Santa igreja Católica. Essa igreja Santa tem quatro características: ela é UNA, SANTA, CATÓLICA, isto é Universal e é forte e FIRME. Cada membro conforme a graça recebida de Deus, deve servir ao próximo, por esse motivo, ninguém pode ser rejeitado por esta igreja ou permitir que seja dela afastado. Não há senão uma igreja na qual todos os homens se salvam, como também antigamente, ninguém podia salvar-se fora da Arca de Noé.
Assim como a igreja é consagrada e materialmente lavada, os fiéis são também purificados pelo sangue de Cristo; “AMOU-VOS E LAVOU-VOS  DOS PECADOS  NO SEU SANGUE” (Ap 1,5)
A igreja é ungida, os homens também são ungidos pela unção espiritual, para serem santificados. Se não tivessem sidos ungidos não poderiam ser chamados  de Cristão, porque Cristo quer dizer ungido. esta unção é graças ao Espirito Santo. “DEUS QUE NOS UNGIU” (2Cor 1,21  ) e “SOIS SANTIFICADOS NO NOME DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO”(1 Cor 6,11 )
O principal fundamento da igreja é Cristo. ”NINGUÉM PODERÁ POR OUTRO FUNDAMENTO SENÃO PELO QUE JÁ FOI POSTO,QUE É JESUS CRISTO” (1Cor 3,11 ) o fundamento secundário são os Apóstolos por isso ela é firme. Eis que também se diz que ela é Apostólica e para santificar a firmeza da igreja, São Pedro foi chamado o seu  chefe.

10ª Carta:

Creio na comunhão dos santos e na remissão dos pecados;

Pelos sete sacramentos(( Batismo, Eucaristia, Crisma, Penitencia, ordem, Matrimonio e Unção dos Enfermos), consegue-se a remissão dos pecados. Todos os fiéis são um só corpo na igreja, o bem de um comunica-se ao outro. “SOMOS TODOS MEMBROS UNS DOS OUTROS “ (Ro12,5) e esta comum união “comunhão” entre os fiéis chamamos de Comunhão dos Santos. Também  foi dado aos Apóstolos o poder de perdoar os pecados; deve-se por esta razão, acreditar  que os ministros da igreja, os quais foi transmitido este poder pelos Apóstolos (aos Apóstolos por Cristo); tem nela o poder de ligar e desligar tendo também plenos poderes de perdoar os pecados. Os bens de Cristo são comunicados a todos os Cristãos, como a energia da cabeça é comunicada a todos os membros. Essa comunicação é realizada pelos sacramentos da igreja nos quais opera  a virtude da paixão de Cristo,de modo a conferir a graça da remissão dos pecados.

11ª carta:

Creio na ressurreição da carne;

O Espirito Santo não só santifica a alma dos que pertencem a igreja,  mas também ressuscitará os corpos;  “PORQUE A MORTE  VEIO POR UM HOMEM E POR UM HOMEM TAMBÉM A RESSURREIÇÃO DOS MORTOS “ (1Co 15,21)
É realmente impossível  que alguém não se entristeça pela morte de um ente querido; mas como tem esperança na sua futura ressurreição a dor se torna  mais amena. Nós como acreditamos que há uma vida melhor, a qual chegaremos após a morte,  fica claro que ninguém deve temer a morte nem fazer algum mal para evitá-la.  Acreditamos também que  pelo que aqui fazemos receberemos na ressurreição , esforçamo-nos para agir e praticar o  bem. “SE SOMENTE PARA ESTA VIDA ESTAMOS ESPERANDO EM CRISTO SOMOS OS MAIS MISERÁVEIS DE TODOS OS HOMENS “ (1Co 15,19)

12ª Carta:

Creio na vida eterna.

 Na vida eterna o homem se une a Deus, já que é  próprio de Deus o premio e a finalidade de todos os nossos trabalhos aqui na terra. “EU SOU O TEU PROTETOR E A TUA RECOMPENSA SERÁ GRANDE” ( Gn 15,1)
Conheceremos a natureza de todas as coisas e toda a verdade, bem como todas as coisas que desejávamos saber, mas tudo o que desejávamos possuir, possuiremos na vida eterna. “COM ELA TODOS OS BENS VIERAM  IGUALMENTE A MIM” (Sb 7,11). E “AOS JUSTOS SERÁ DADO O QUE DESEJARAM”(Pr 1,33)
Neste mundo não há segurança perfeita, porque quanto mais se possuem muitos bens e quanto mais alguém se eleva tanto mais se enche de temor e necessita de mais coisas. Não haverá, porém na vida eterna, nem tristeza, nem trabalhos, nem temor. “AFASTADO O TEMOR DOS MALES ,GOZARÃO DA ABUNDANCIA” (Pr 1,33)

.
Nesse sentido devemos sempre praticar o bem, pois a diferença entre fazer o bem e o mal é evidente, já que as boas obras conduzem a vida  e as más porem arrastam para morte.Com fé no Espirito Santo somos estimulados a fazer o bem e repelir o mal.
Ao final do credo aguardamos  a vida eterna que é para ficar gravada em nosso Espirito com a graça, nos conduzida por nosso  senhor Jesus cristo pelos s os séculos dos séculos
Amém.
 






















quarta-feira, 21 de maio de 2014

Viseiras e chapéus de animais em EVA

Alguns modelos de viseiras e Chapéus,para apresentações artísticas e também servir com  lembrancinhas para a garotada!












Alguns moldes:




Como fazer:





sábado, 12 de abril de 2014

Exposição da Réplica do Santo Sudário


Hoje pude ver e me emocionar com a exposição da réplica do  santo Sudário e conhecer um pouco mais sobre os mistérios do Santo Sudário e do episódio da Paixão de Cristo sendo esta mais uma forma de poder  manifestar minha fé.



"O principal objetivo da mostra é promover ao visitante uma experiência inesquecível fazendo com que o mesmo embarque nessa história venerada e questionada por muitos",


O misterioso Santo Sudário — pedaço de pano com manchas que podem ter sido deixadas pelo corpo de Jesus Cristo após crucificado, torturado e morto — é estudado por cientistas e cultuado por religiosos do mundo todo por mais de dois séculos. E agora a história desse instigante material histórico pode ser conhecida mais de perto por meio da exposição Quem é o homem do Sudário?, que fica até o dia 21 no Floripa Shopping, em Florianópolis. A mostra, que percorre várias cidades brasileiras, traz réplicas de objetos da crucificação — como coroa de espinhos, pregos, lança — 34 painéis a trajetória do manto, as polêmicas que o envolve e os principais estudos realizados até hoje.


Pregos que ultrapassam os pulsos de Jesus

Flagrum Romano (açoite)

Várias tiras de couro com pequenas bolas de chumbo amarradas na ponta

Alguns pedaços de ossos nas pontas do açoite

Coroa de espinhos

Saiba mais  um pouco sobre a  história: clicando na imagem abaixo:


SERVIÇO

O quê: Exposição Internacional Quem é o Homem do Sudário?

Quando: 14 de março a 21 de abril

Onde: Floripa Shopping — SC 401

Entrada: Gratuita

Horário: De segunda a sábado, das 10h às 22h. Domingos e feriados, das 11h às 21h

SANTO SUDARIO

Santo sudário

Ao estudar o Santo Sudário,temos a sensação  que ocorre uma transformação em nossas vidas. Jesus, com todo o sofrimento vivido no Calvário e registrado pela foto da Relíquia, surge numa imagem serena e majestosa. Jesus nos mostra que morreu como Homem e ressuscitou como Divindade. A Fé brota em nosso coração ao ver que Ele nos ofereceu todo aquele sacrifício. Ele reúne grandeza com serenidade, seriedade com doçura, justiça com igualdade, liberdade com fraternidade e silêncio com perdão. Jesus nos faz acreditar que o amanhã será ótimo, mesmo sabendo que hoje está péssimo, e isso é o que se chama Fé.

Santo Sudário é o pano de linho puro, que foi utilizado para envolver o corpo de Jesus Cristo após sua crucificação, antes que este tenha sido levado ao Santo Sepulcro. Mede 4 metros e 36 centímetros de comprimento por 1 metro e 10 centímetros de largura. Encontra-se hoje na cidade de Turim, na Itália. No tecido encontramos manchas de sangue humano, com as marcas do flagelo e suplício sofridos por Jesus de Nazaré. Este pano é a prova maior da existência de Cristo e do que este sofreu.
Após a fotografia tirada do Santo Sudário em 1898, ficou mais fácil estudá-lo à luz da ciência, devido à nitidez da figura de frente e de costas. E desde então tem se discutido o assunto sem o apoio exclusivo da Fé, facilitando assim a aceitação por qualquer ser humano, de qualquer raça ou religião. É, sem dúvida, uma relíquia que tem muito a esclarecer sobre a História da Humanidade.


Em 1898, o fotógrafo Secondo Pia fotografou, pela primeira vez, o Santo Sudário. E desta forma, o grande segredo do mesmo foi revelado: o aparecimento de um corpo humano. Pio foi o primeiro homem a contemplar a figura de Jesus Cristo depois de dezenove séculos. Já com recursos mais aprimorados, em 1931, o Santo Sudário voltou a ser fotografado por Giuseppe Enrie. Pode-se estudar então os ferimentos do corpo de Cristo impressos no tecido. Entretanto, algo de muito curioso ocorreu. Ao ser revelada a fotografia, apareceu no negativo a figura de um homem de frente e de costas. Esta foi a primeira inversão negativo-positivo de uma fotografia. As manchas de sangue são claramente positivas na chapa, imagens normais. Deu-se a impressão de que as marcas foram feitas por contato direto. O mais importante desse estudo é a revelação não somente da forma, mas da expressão, do conteúdo espiritual. O rosto semita, que apesar das chagas tem um ar de majestade serena e com uma expressão de dever cumprido.
Moedas
A partir da análise das fotos feitas do Santo Sudário, três cientistas da NASA, com poderosos amplificadores microscópicos, puderam detectar a presença de duas pequenas moedas, uma sobre a pálpebra do crucificado e outra mais abaixo. Com um estudo aprofundado e o auxílio da mais alta tecnologia, pode-se afirmar serem as moedas dos anos de 26 a 36, cunhadas por Poncius Pilatos em homenagem à sua mãe. Este fato comprova a história de Cristo e ajuda profundamente a situar o Santo Sudário na época correta. Estudos realizados por Mario Moroni confirmam a existência destas moedas no tempo de Pilatos.
Sangue humano no tecido
Os responsáveis pelos estudos de sangue no Sudário são John Heller e Baima Bollone, que comprovaram a presença de hemoglobina, ferro, proteínas, porfirina, albumina e sangue tipo AB, fator RH positivo na trama do Linho. Esta comprovação anula a hipótese de que a imagem possa ter sido feita por um artista, pois nem mesmo o mais perfeccionista dos pintores plásticos seria capaz de utilizar pelo menos 5 litros de sangue humano e, à pinceladas, constituir a imagem que é vista no Sudário. Além disso, o linho possui diversas camadas, e o estudo do sangue existente nas fibras comprova ter sido este absorvido pelo contato, pois nem todas as camadas estão impregnadas. Isto seria impossível de conseguir se fosse uma fraude.
 Grupo STURP
Este grupo era formado por 40 cientistas americanos, especializados nas mais diversas áreas: biologia, genética, química, física, entre outras. Os diversos estudos e testes realizados comprovaram em vários aspectos a autenticidade do Santo Sudário, e os resultados foram oficialmente divulgados após a reunião de encerramento, convocada em maio do ano 1981, em Nova Londres. Apenas um dos componentes do grupo afirmou que o Sudário era uma falsificação, Walter McCrone, mas seu embasamento teórico era falho e este sequer compareceu às reuniões para defender sua tese. Enfim, o Grupo STURP foi fundamental para precisar a veracidade do sangue humano encontrado no Sudário e, sendo assim, a vida e morte de Cristo.

Santo Sudário
Parte 1

Santo Sudário Parte2
Santo Sudário  parte3
Santo sudfario parte 4
Santo suadário parte  5


Santo sudário Wikipédia